Bolsonaro discursa contra corruptos abraçado com Mão Santa cassado por corrupção - PORTAL DO ÁGUIA

>

Post Top Ad

Responsive Ads Here

quinta-feira, 15 de agosto de 2019

Bolsonaro discursa contra corruptos abraçado com Mão Santa cassado por corrupção

Figura controversa na política piauiense, Mão Santa foi cassado do cargo de governador em 2001 por abuso de poder econômico e responde a um processo por crime de peculato. O ex-senador tem histórico de empregar parentes e condenados em seus mandatos
William De Lucca, 247 - O presidente Jair Bolsonaro (PSL) fez um duro discurso contra a corrupção durante sua visita a Parnaíba, no interior do Piauí, nesta quarta-feira (14). O curioso é que o presidente fez o discurso acompanhado do prefeito da cidade, Mão Santa (sem partido), cassado do cargo de governador do Piauí por abuso de poder econômico e é conhecido por empregar famíliares por onde passa.

Em 2001, Mão Santa teve seu mandato cassado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) por sete votos a zero, respondendo a um processo por abuso de poder econômico.

Nove anos depois, em 2010, o Supremo Tribunal Federal (STF) aceitou denúncia contra o ex-governador por crime de peculato, quando um funcionário público usa a função para desviar recursos em benefício dele e de terceiros. O processo ainda tramita no Supremo.

Nepotismo

Em sete anos à frente do governo, nomeou familiares para cargos no primeiro escalão. A esposa, Adalgisa Moraes Souza, presidiu o Serviço Social do Estado e após sua saída do governo foi eleita sua primeira suplente no Senado Federal. 

Seu filho, Francisco de Assis de Moraes Souza Júnior, e seus irmãos Paulo de Tarso de Morais de Sousa e Moraes Souza, também ocuparam cargos no governo: chefe da Casa Civil, secretário de Fazenda e secretário de Indústria e Comércio, respectivamente.

Na Prefeitura de Parnaíba, a família de Mão Santa também tem cargos no primeiro escalão: Adalgisa é secretária municipal de Desenvolvimento Social, e sua filha, Maria das Graças, é secretária de Habitação e secretária interina de Urbanismo.

Assessores presos, presos assessores

O Superintendente de Ações em Saúde e Acompanhamentos de Projetos da Prefeitura de Parnaíba, Breno Leandro Rodrigues dos Santos, , preso desde julho por furto qualificado a mais de cinco anos de prisão, continua recebendo salários do poder público.

Em julho, ele recebeu R$ 5 mil salário e ainda 1/3 de férias proporcionais, somando R$ 6.666,66.

Outro assessor, Claudio Veras, ocupou o cargo de Assessor da Central de Licitações e Contratos da Prefeitura de Parnaíba, mesmo com uma condenação por tráfico de drogas.

Leandro Rodrigues de Souza, que ocupou o cargo de Diretor de Gestão Patrimonial e Operacional da Secretaria Municipal de Saúde também foi nomeado mesmo após ser condenado por tráfico.

O genro de Mão Santa, Luiz Nunes Neto, foi preso em maio na Operação Nullius, que investiga acusados de crimes de grilagens de terras no Piauí. Ele é casado com Cassanda Moraes Souza, filha do prefeito e delegada na cidade.

Fonte: Brasil247

Post Top Ad

Responsive Ads Here