Divulgado os nomes dos oito policiais militares presos no Piauí - PORTAL DO ÁGUIA

>

Post Top Ad

Responsive Ads Here

terça-feira, 13 de agosto de 2019

Divulgado os nomes dos oito policiais militares presos no Piauí

Secretário de Segurança Fábio Abreu em coletiva de imprensa
A Polícia divulgou o nome dos oito policiais militares presos na Operação Fraudulenti nesta terça-feira (13). As investigações começaram após ser constatado que os suspeitos fizeram a mesma pontuação na prova objetiva do concurso público da Polícia Militar do Piauí no ano de 2014, e que todos eles eram próximos e dois eram parentes.

Os presos Gitã Duarte Ferro e Gezza Duarte Ferro são irmãos. Todos os investigados moravam na região do bairro Renascença, zona Sudeste de Teresina. Apenas uma pessoa presa não é policial militar. Antônio Yuri Rodrigues da Cruz Neto era funcionário da gráfica onde as provas foram impressas e ele foi preso suspeito de furtar a prova. Ao todo nove pessoas envolvidas na fraude foram presas e oito policiais foram levados ao presídio militar do estado.

Veja a lista de presos:

1. GITÃ DUARTE FERRO (Preso em São Luís, Maranhão)
2. ANTONIO FRANCISCO MENDES DA SILVA
3. FERNANDO COUTINHO DOS SANTOS
4. DANILO BARROS E SILVA
5. BRAULIO SIQUEIRA CANDIDO DE SOUSA (Simões| Piauí)
6. GEZZA DUARTE FERRO
7. GEOVÁ GOMES DA SILVA
8. FRANCISCO DE ASSIS GONÇALVES DA SILVA (Simões/Piauí)
9. ANTONIO YURI RODRIGUES DA CRUZ NETO

Matéria original às 9h20

Oito policiais militares foram presos na manhã desta terça-feira (13) durante a Operação Fraudulenti, deflagrada pela Polícia Civil do Piauí com o objetivo de prender suspeitos de fraudar o concurso público da Polícia Militar do Piauí no ano de 2014. Dois foram presos no quartel da PM no município de Simões, interior do Estado.

A operação, deflagrada pela Delegacia de Combate à Corrupção (DECCOR) visa cumprir nove mandados de prisão temporária e nove mandados de busca e apreensão expedidos pelo Juízo da 1° Vara Criminal da Comarca de Teresina. Dos alvos, oito são policiais militares. 

Participam da operação 30 policiais civis, com o apoio da Polícia Militar. Os presos são acusados de fraude à certame de interesse público, furto e associação criminosa. Haverá entrevista coletiva às 11h30 no gabinete do Secretário de Segurança para maiores esclarecimentos. 

Fonte: SSP-PI

Post Top Ad

Responsive Ads Here