Divulgado os nomes dos oito policiais militares presos no Piauí - PORTAL DO ÁGUIA

TEMPO REAL

12 de de Dezembro de 2019

13 de agosto de 2019

Divulgado os nomes dos oito policiais militares presos no Piauí

Secretário de Segurança Fábio Abreu em coletiva de imprensa
A Polícia divulgou o nome dos oito policiais militares presos na Operação Fraudulenti nesta terça-feira (13). As investigações começaram após ser constatado que os suspeitos fizeram a mesma pontuação na prova objetiva do concurso público da Polícia Militar do Piauí no ano de 2014, e que todos eles eram próximos e dois eram parentes.

Os presos Gitã Duarte Ferro e Gezza Duarte Ferro são irmãos. Todos os investigados moravam na região do bairro Renascença, zona Sudeste de Teresina. Apenas uma pessoa presa não é policial militar. Antônio Yuri Rodrigues da Cruz Neto era funcionário da gráfica onde as provas foram impressas e ele foi preso suspeito de furtar a prova. Ao todo nove pessoas envolvidas na fraude foram presas e oito policiais foram levados ao presídio militar do estado.

Veja a lista de presos:

1. GITÃ DUARTE FERRO (Preso em São Luís, Maranhão)
2. ANTONIO FRANCISCO MENDES DA SILVA
3. FERNANDO COUTINHO DOS SANTOS
4. DANILO BARROS E SILVA
5. BRAULIO SIQUEIRA CANDIDO DE SOUSA (Simões| Piauí)
6. GEZZA DUARTE FERRO
7. GEOVÁ GOMES DA SILVA
8. FRANCISCO DE ASSIS GONÇALVES DA SILVA (Simões/Piauí)
9. ANTONIO YURI RODRIGUES DA CRUZ NETO

Matéria original às 9h20

Oito policiais militares foram presos na manhã desta terça-feira (13) durante a Operação Fraudulenti, deflagrada pela Polícia Civil do Piauí com o objetivo de prender suspeitos de fraudar o concurso público da Polícia Militar do Piauí no ano de 2014. Dois foram presos no quartel da PM no município de Simões, interior do Estado.

A operação, deflagrada pela Delegacia de Combate à Corrupção (DECCOR) visa cumprir nove mandados de prisão temporária e nove mandados de busca e apreensão expedidos pelo Juízo da 1° Vara Criminal da Comarca de Teresina. Dos alvos, oito são policiais militares. 

Participam da operação 30 policiais civis, com o apoio da Polícia Militar. Os presos são acusados de fraude à certame de interesse público, furto e associação criminosa. Haverá entrevista coletiva às 11h30 no gabinete do Secretário de Segurança para maiores esclarecimentos. 

Fonte: SSP-PI

Pages